Meu primeiro selo

Meu primeiro selo
mimo do meu amigo Carlos

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Se Você Perdeu Alguém Que Amava

Mário Martins
TEMPO DE TRISTEZA
Alguém partiu.
Esta sensação nos envolve quase sem nos deixar respirar. Já não está ao nosso lado.
Não podemos aceitar que essa pessoa que tanto amávamos e que ainda amamos – porque o amor não se foi com ela – tenha nos deixado...
Hoje é tempo de TRISTEZA , e é bom e justo que seja assim.
Mais adiante chegarão as LEMBRANÇAS , e muito depois, ainda que pareça impossível, o CONSOLO.
Mas hoje não vamos conter as lágrimas: é necessário chorar, desabafar e não reprimir nossos sentimentos e emoções. Chorar sozinhos ou em companhia, em silêncio ou aos gritos, emitir o pranto como uma queixa, com impotência, com toda nossa dor. 
Até que o tempo e as lágrimas passe, deixando-nos uma sensação estranha de cansaço e alívio, uma calma exausta que nos permitirá apesar de tudo, continuar.       
Tinha tanta coisa para se dizer ainda, tanto para se fazer... Se soubéssemos antes; se tivéssemos podido... Não teríamos dito; não teríamos feito...
TEMPO DE LEMBRANÇA
            A dor não desapareceu. E talvez isso nunca aconteça.
            Somos capazes de recordar, de voltar a passar pelo coração palavras, histórias, ensinamentos, instantes de felicidade vividos. Talvez ainda com lágrimas, mas agradecendo à vida por ter compartilhado o amor e a existência desse ser amado...
            Chegou o tempo da MEMÓRIA, de celebrar  o legado que nos deixou.
            Para alguns será exemplo ou uma missão a ser cumprida.  Para outros, uma marca inesquecível. Mas em todos os casos, este é o tempo de reviver tantos momentos únicos.
            Porque o amor sempre prevalece diante da morte.
TEMPO DE CONSOLO
            E chega um dia que nos surpreendemos sorrindo. A primeira sensação será talvez de culpa; parece-nos impossível ter voltado a sorrir.
            A partir do sofrimento, da tristeza, aprendemos a valorizar a vida.
            Chega, finalmente, o dia em que uma saudade que não fere substitui a dor do vazio e incompreensão.  Aceitamos seu desaparecimento físico porque sentimos junto a nós sua presença espiritual.  E aprendemos de modo definitivo que amor não morre nunca. O amor nos dá forças para aceitar tudo, para ver e apreciar o que a vida nos oferece. O amor nos ajudará a encontrar a paz, a esperança de  recuperar a alegria de que precisamos para o nosso mundo, que parecia imobilizado, continuar girando como sempre. 
                                   O Amor não morre nunca te amo Ramon 
                             3 anos e 6 meses
           

domingo, 10 de agosto de 2014

Prece

Alivia a minha alma;
Faze com que eu sinta que Tua mão
está dada à minha;
Faze com que eu sinta que a morte não
existe porque na verdade já estamos
na eternidade;
Faze com que eu sinta que amar é não
morrer, que a entrega de si mesmo
não significa a morte;
Faze com que eu sinta uma alegria
modesta e diária;
Faze com que eu não Te indague demais,
porque a resposta seria tão misteriosa
quanto a pergunta;
Faze com que me lembre de que também
não há explicação porque um filho quer
o beijo de sua mãe e no entanto ele quer
e no entanto o beijo é perfeito;
Faze com que eu receba o mundo sem receio,
pois para esse mundo incompreensível eu fui
criada e eu mesma também incompreensível,
então é que há uma conexão entre esse mistério
do mundo e o nosso, mas essa conexão não é
clara para nós enquanto quisermos entendê-la;
Abençoa-me para eu viva com alegria o pão
que eu como, o sono que durmo, faze com
que eu tenha caridade por mim mesma, pois
senão não poderei sentir que Deus me amou;
Faze com que eu perca o pudor de desejar
que na hora de minha morte haja uma mão
humana amada para apertar a minha, amém."
Clarice Lispector
                      
                          Saudades!!!