Meu primeiro selo

Meu primeiro selo
mimo do meu amigo Carlos

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Logo Ali...


Logo ai, dentro de você!
Ali, logo ali tem alguém que te chama,
te conhece pelo nome, pega na sua mão,
fala de poesia e flores, faz você rir.
Lembranças vão chegando…
como num velho filme, fotografias criam vida.
Detalhes, delicadezas da alma que se eternizam,
Você ri, e até se esquece de que não está só,
faz tempo que você não ri assim.
E você sente saudades de alguém que está na foto, mas não está mais aqui,
e você chora…
Há quanto tempo você não chora assim?
Logo ali, na esquina do seu pensamento,o amor sai de trás do seu armário do tempo,e te abraça, um abraço gostoso,
naquele silêncio onde ouvimos o respirar.
E você fica naquele abraço gostoso,não sabe se ri ou se chora,
mas gosta de sentir o amor sincero,
quase que eterno…
Logo ali, dentro de você,mora uma pessoa extraordinária,
que as vezes se faz tão pequena,as vezes se esquece de viver,de amar o quanto merece,de receber o amor que precisa,e que se esconde na tristeza.
Desperte!
O amor é chama que precisa ser avivada,a alegria precisa ser cultivada,a paz é um bem maior que devemos buscar, e
você,você é o melhor de tudo isso,fonte inesgotável de esperança de dias e tempos melhores.
Logo ali, dentro de você, mora a melhor pessoa que você pode conhecer:
você!
Paulo Roberto Gaefke

                                     Saudades!!!

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Você Nunca Esta Só.


Você nunca está só. Sempre ao seu lado
Há um pouquinho de mim pairando no ar.
Você bem sabe: o pensamento é alado...
Voa como uma abelha sem parar.

Veja: caiu a tarde transparente.
A luz do dia se esvaiu... Morreu.
Uma sombra alongou-se a seus pés mansamente...
Esta sombra sou eu.

O vento, ao pôr do sol, num balanço de rede,
Agita o ramo e o ramo um traço descreveu.
Este gesto do ramo na parede
Não é do ramo: é meu.

Se uma fonte a correr chora de mágoa
No silêncio da mata, esquecida de nós,
Preste bem atenção nesta cantiga da água:
A voz da fonte é a minha voz.

Se no momento em que a saudade se insinua
Você nos olhos uma gota pressentiu,
Esta lágrima, juro, não é sua...
Foi dos meus olhos que caiu...

(Olegário Mariano)

                                           Você  meu anjo sempre presente
                                              3 anos e 4 meses

terça-feira, 10 de junho de 2014

Quando


"Quando você sentir vontade de chorar, não chore.
Pode me chamar que eu choro por você.
Quando você sentir vontade de sorrir, me avise
Que venho para nós dois sorrirmos juntos.
Quando você sentir vontade de amar, me chame,
Que eu venho amar você.
Quando você sentir que tudo está acabado, me chame,
Que eu venho lhe ajudar a reconstruir.
Quando você achar que o mundo é pequeno demais para suas tristezas,
Me chame, que eu faço ele pequeno para sua felicidade.
Quando você precisar de uma mão, me chame,
Que a minha é sempre sua.
Quando você precisar de companhia, naqueles dias nublados e tristes,
Ou nos dias ensolarados, eu venho, venho sim.
Quando você estiver precisando ouvir alguém
dizer: EU TE AMO!
Me CHAME que eu digo a você a todo hora.
Pois o meu amor é imenso.
E quando você não precisar mais de mim, me avise,
Que simplesmente irei embora, orando por você."
-- Autor Desconhecido

                                       Saudade...