Meu primeiro selo

Meu primeiro selo
mimo do meu amigo Carlos

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Mensagens Sempre Ficam

                                Silvana Duboc

Se me disseres que me amas, acreditarei, mas se escreveres que me amas, acreditarei ainda mais.
Se me falares da tua saudade, entenderei, mas se escreveres sobre ela, eu a sentirei junto contigo.
Se a tristeza vier a te consumir e me contares, eu saberei, mas se a descreveres no papel, o seu peso será menor

...e assim são as palavras escritas: possuem um magnetismo especial, libertam, acalantam, invocam emoções. Elas possuem a capacidade de em poucos minutos cruzar mares, saltar montanhas, atravessar desertos intocáveis.

Muitas vezes, infelizmente, perde-se o Autor, mas a mensagem sobrevive ao tempo, atravessando séculos e gerações. Elas marcam um momento que será eternamente revivido por todos aqueles que a lerem.

Viva o amor com palavras faladas e escritas, mate saudades, peça perdão, aproxime-se, recupere o tempo perdido, insinue-se, alegre alguém, ofereça um simples "bom dia", faça um carinho especial.

Use a palavra a todo instante, de todas as maneiras. Sua força é imensurável. Lembre-se sempre do poder das palavras. Quem escreve constrói um castelo, e quem lê passa a habitá-lo.
Silvana Duboc


Ramon Te Amo!!!!!!

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Eu Te Amo


Glácia Daibert

 Eu te Amo ...
e te amarei durante toda minha eternidade ...
Te amarei nos seus gestos,
Te amarei no seu sorriso,
Te amarei na sua voz,
Te amarei no que você é!
Sim, eu te amarei em tudo...

No ar que respiramos,
num simples cântico dos pássaros,
no alvorecer, no crespúsculo,
na morte ...

Eu te amarei no sol que explode sua luz
para iluminar a Terra.
Te amarei nas chuvas que caem...
Na vida... No fim ...
E nem mesmo o céu ou o inferno podem
tirar esse sentimento de mim.

Sim, eu quero te amar,
Te amar nas minhas horas de tristezas,
pois sua lembrança só me traz alegrias...
Te amar quando a alegria chegar,
pois amor e alegria é a própria felicidade
e sou feliz enquanto te amo...

Sim, mesmo que em minha vida não exista trevas,
Quero te amar.
Mesmo que o amor se torne algo extinto,
Quero te amar.

Mesmo que a luz do mundo se acabe,
Quero te amar.
E somente a vontade de Deus
seria capaz de me tirar todo esse amor
que alimenta minha própria existência...

Você mora dentro de mim ...
 GLÁCIA DAIBERT
Ramon te amo e te amarei sempre....Saudades....
                                14 meses

terça-feira, 17 de abril de 2012

Sonho e Amor


Sonho, a gente só se dá conta dele depois que
acorda, depois que ele acabou...
E fica aquela vontade na gente de sonhar
mais um pouquinho.

existem pessoas que são um sonho ...
Um sonho pelo qual a gente dormiria
a vida inteira.
Mas o destino vem e nos acorda
violentamente...
E nos leva aquele sonho tão bom ...

Existem pessoas que são estrelas.
Doces, luzes que enfeitam e iluminam as
noites escuras de nossas vidas.
Mas vem o amanhecer e nos rouba com toda a
sua claridade aquela estrela tão linda.

Existem pessoas que são flores.
Belezas discretas que alegram o nosso
caminho.
Mas com o tempo, as flores murcham, e nos
enchem de saudade de sua cor e de seu perfume.

Existem, finalmente, as pessoas que
são simplesmente amor.
Um amor doce como o mel de uma flor...
que desbrochou numa estrela e que veio até
nós num lindo sonho !
E ainda bem que são amor, porque flores,
estrelas ou sonhos, mais cedo ou mais tarde,
terminam ...mas o amor...
O amor não termina nunca ....

                                            GLÁCIA DAIBERT
Ramon o meu amor por você não termina nunca....Saudades....

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Atire a Primeira Flor

                                            GLÁCIA DAIBERT

Quando tudo parecer caminhar errado, seja você a tentar o primeiro passo certo;
Se tudo parecer escuro,  se nada puder ser visto, acenda você a primeira luz,
traga para a treva,  você primeiro, a pequena lâmpada;
Quando todos estiverem chorando,  tente você o primeiro sorriso;
talvez não na forma de lábios sorridentes, mas na de um coração que
compreenda, de braços que confortem;
Se a vida inteira for um imenso não, não pare você na busca do primeiro
sim, ao qual tudo de positivo deverá seguir-se;
Quando ninguém souber coisa alguma,  e você  souber um pouquinho,
seja o primeiro a ensinar,   começando por aprender você mesmo,
corrigindo-se a si mesmo;
 Quando alguém estiver angustiado à procura, consulte  bem o que se passa,
talvez seja em busca de você mesmo que este seu irmão esteja;
Daí, portanto, o seu deve ser o primeiro  a aparecer,  o primeiro a mostrar-se,
primeiro que pode ser o único e,  mais sério ainda, talvez o último;
Quando a terra estiver seca,  que sua mão seja a primeira a regá-la;
quando a flor se sufocar na urze e no espinho,
que sua mão seja  a primeira a separar o joio, a arrancar a praga,
a afagar a pétala, a acariciar a flor;
Se a porta estiver fechada, de você venha a primeira chave;
Se o vento sopra frio, que o calor de sua lareira seja a  primeira proteção
e primeiro abrigo.
Se o pão for apenas massa e  não estiver cozido,
seja você o primeiro forno para transformá-lo em alimento.
Não atire a primeira pedra em quem erra.
De acusadores o mundo está cheio; nem, por outro lado,  aplauda o erro;
dentro em pouco, a ovação será ensurdecedora;
 Ofereça sua mão primeiro para levantar quem caiu;  .
Sua atenção primeiro para  aquele que foi esquecido;
 Seja você o primeiro para aquele que não tem ninguém;
 Quando tudo for espinho, atire a primeira flor;
Seja o primeiro a mostrar que há  caminho de volta,
 Compreendendo que o perdão regenera,
que a  compreensão edifica,  que o auxílio possibilita,
 Que o entendimento reconstrói.
 Atire você, quando tudo for pedra,
A primeira e decisiva flor.
 
Texto: Glácia Daibert                                Saudades Ramon !!!!!